Últimas Publicações

Os treinadores de Benfica, Sporting e FC Porto estão normalmente sujeitos a uma pressão intensa e constante. A exigência de ganhar é elevada e basta uma série pequena de maus resultados para que as vozes de contestação se façam ouvir. Neste artigo vamos analisar a popularidade dos três treinadores e convidamos o leitor a comentar a nossa análise.


Rui Vitória - o treinador do Benfica não goza de grande popularidade entre os adeptos benfiquistas. O terceiro lugar do campeonato, a eliminação da Taça de Portugal e, essencialmente, as três derrotas sofridas frente ao Sporting, criaram uma desconfiança bem patente em relação ao ex-treinador do Vitória de Guimarães. Nem mesmo o apuramento do Benfica para a fase seguinte da Liga dos Campeões fez com que Vitória fosse um treinador acarinhado, tendo Luís Filipe Vieira vindo a público assegurar que não haverá mudança de treinador no Benfica.
Grau de popularidade: satifatório.

Jorge Jesus - o treinaor goza de grande popularidade entre os adeptos leoninos. Esse facto deve-se essencialmente ao facto do treinador bi-campeão nacional se ter transferido diretamente do rival Benfica, o que traduziu uma jogada que deixou o Benfica enervado, conforme foi percetível perceber nos processos e acusações mútuas que se seguiram à transferência. Ao nível de resultados, apesar da clara melhoria na classificação do campeonato, as coisas não têm sido assim tão positivas. A Liga dos Campeões não chegou a ser realidade, o apuramento na Liga Europa foi sofrido, a Taça de Portugal já deixou de ser objetivo e, no campeonato, a liderança foi perdida para o FC Porto. Marco Silva tinha números bastante semelhantes.
Grau de popularidade: bom.

Julen Lopetegui - o treinador do FC Porto é claramente o treinador mais impopular dos três grandes. A liderança no campeonato e ser a única equipa dos chamados três grandes ainda em competição na Taça de Portugal, não têm valido de muito ao treinador espanhol. O falhanço redondo na Liga dos Campeões após um apuramento praticamente garantido, a falta de regularidade nas suas escolhas, a falta de esclarecimento tático da equipa em certos jogos e até a falta de confiança revelada nos jovens jogadores do clube são alguns dos argumentos que legitimam a contestação ao técnico portista. Lopetegui enfrenta uma contestação mais feroz do que nunca e Pinto da Costa já saiu a público na defesa de Lopetegui. Mesmo dentro da SAD azul e branca Lopetegui está longe de ser um treinador de consensos.
Grau de popularidade: insatisfatório.

Como nota final destacamos a curiosidade do treinador líder ser o menos popular. Esta situação deve-se a algum ressentimento vindo dos falhanços da época passada e não tanto ao seu desempenho esta época. Jorge Jesus vive em estado de graça fruto da bicada dada ao Benfica e Rui Vitória luta ainda com as sombras do sucesso de Jorge Jesus na Luz. 
Ainda há muita competição e daqui até ao final da época muita coisa pode alterar a popularidade dos três treinadores, mas neste momento, esta é a visão do PFT.

O treinador do Astana, Stanimir Stoilov, foi um dos espetadores atentos do recente dérbi entre e +Sport Lisboa e Benfica . Na antevisão do encontro para a Liga dos Campeões, afirmou que o Sporting "encostou o Benfica à parede", estando, por isso, à espera de um Benfica motivado. Apelando ao apoio dos adeptos mostrou-se confiante num bom resultado e, embora saiba ser muito difícil, afirmou ainda acreditar no apuramento da sua equipa para a fase seguinte da prova milionária.

Rebrov está confiante num bom resultado no Dragão. 
Foi com alguma surpresa que Sergei Rebrov, treinador do Dínamo de Kiev, afirmou que o FC Porto "tem fragilidades defensivas que se vêem a olho nu". Ambicioso, afirmou que os ucranianos não estão no Porto para fazer turismo e espera um bom resultado no jogo desta noite.
As declarações de Rebrov não deixam de ser surpreendentes. O +FC Porto ainda não perdeu esta temporada e assume isolado a liderança do grupo. O empate será suficiente para os azuis e brancos assegurarem o apuramento para a fase das eliminatórias, mas Lopetegui já prometeu um Porto de ataque e à procura da vitória. Pode ver o jogo em direta às 19h45 na RTP1.

Suarez esteve em destaque ao apontar dois golos no Barnabéu. 
O Santiago Barnabéu viveu ontem uma noite de pesadelo. O Real Madrid foi copiosamente derrotado pelo seu rival Barcelona por impensáveis 4 golos sem resposta. Suarez (2), Neymar e Iniesta vergaram Ronaldo e companhia a uma derrota embaraçosa, no jogo que assinalou o regresso de Messi à competição, após longa paragem devido a lesão.
O Real foi sempre pouco equipa e taticamente esteve um desastre, pelo que o coro de protesto em relação ao trabalho de Benitez se faz ouvir cada vez mais alto. A imprensa espanhola avança hoje que a saída de Benitez do comando do Real já começou a ser preparada, estando, no limite, reservada para o final da época.
Cristiano Ronaldo esteve como o resto da equipa: apagado e uns furos abaixo da sua capacidade. Teve um par de ocasiões para marcar, mas Bravo superiorizou-se sempre às suas investidas. Os rumores da sua transferência para o Paris-SG ganham cada vez mais força e as suas recentes declarações que puserem em causa os métodos de Benitez são mais um indicador que o percurso de CR7 no Real pode estar à beira do fim.
O Barcelona continua categórico e, quase de certeza, revalidará o título de campeão espanhol. A equipa está muito forte e os adversários mais diretos perderam qualidade. Luíz Henrique teve um começo difícil no comando dos catalães, mas, após o sucesso conseguido no final da época passada, parece disposto e repetir a façanha.
Veja o resumo do clássico espanhol no vídeo que se segue.

Não há duas sem três. O terceiro encontro entre Sporting e Benfica desta temporada terminou com mais uma vitória leonina. O Benfica está fora da Taça de Portugal e o Sporting de Jorge Jesus continua a espalhar ilusões por Alvalade.

Samaris foi expulso j´no decorrer do prolongamento. 

Foram precisos 120 minutos para encontrar qual das duas equipas seguia em frente na Taça de Portugal. Foi o Sporting que, de forma justa, carimbou o apuramento e agudizou a crise encarnada e o coro de vozes de protesto ao treinador Rui Vitória. O treinador do Benfica queixou-se da arbitragem e deu sinais de estar a começar a ceder à pressão. Alinhou pelo discurso mais confortável ao atirar as responsabilidades para o árbitro, que no nosso entender esteve globalmente bem.
O Sporting foi mais equipa e esteve sempre mais perto de garantir a vitória no tempo regulamentar. Júlio César esteve em bom plano, mas não sai isento de responsabilidades em ambos os golos do Sporting. No primeiro saiu da baliza de forma extemporânea e no segundo defendeu a bola para a frente, para recarga vitoriosa de Slimani.
Destaque para a lesão de Luisão que fraturou um braço perto do final. O capitão encarnado é um jogador de uma entrega fenomenal e demonstrou ontem mais uma vez todo o seu profissionalismo. É apreciado por todos os amantes da modalidade.
Como nota final é de salientar a crescente imposição que o Sporting de Jorge Jesus aplicado ao Benfica. A verdade incontornável é que o Benfica pós Jorge Jesus perdeu muita qualidade, qualidade essa que foi para Alvalade com a troca de treinador. O Sporting, nem sempre jogando bem, tem conseguido bons resultados (exceção feita à Liga Europa) e mantém-se dentro dos seus objetivos a nível interno. 
Quanto ao Benfica, Rui Vitória vai ter agora dois jogos muito importantes frente ao Astana e, principalmente, na deslocação a Braga no próximo fim de semana. Em caso de nova derrota a situação dos encarnados no campeonato fica bastante comprometida e começa a ser difícil a recuperação com vista à revalidação do título nacional.

No sábado, joga-se também o duelo entre estes dois treinadores.
O jogo deste fim-de-semana entre Sporting e Benfica é mais do que um "simples" clássico. O terceiro embate entre leões e águias da temporada é sinónimo ou da afirmação plena de Jorge Jesus sobre Rui Vitória, ou então a recuperação da credibilidade do treinador encarnado.
Os leões chegam ao jogo da Taça de peito cheio. Duas vitórias que valeram um troféu (Supertaça Cândido de Oliveira) e uma vitória histórica na Luz por números expressivos, no jogo do campeonato, permitem ao Sporting começar o encontro a jogar nas nuvens. Ao invés, os jogadores encarnados não quererão certamente sofrer nova derrota, desta vez com a consequência direta de arredar a equipa de um dos objetivos da época.
Numa altura em que as relações institucionais entre os clubes é explosiva, certamente todos quererão sair a a ganhar. Qus seja um bom espetáculo, com muitos golos e pouco árbitro.

planetafuteboltotal

{picture#http://lh4.googleusercontent.com/-6HT3AvsJzfE/AAAAAAAAAAI/AAAAAAAACpw/StcpzQMrp_c/s512-c/photo.jpg} Os editores do Planeta Futebol Total partilham uma enorme paixão pelo Futebol. Adoramos estudar o jogo e dar as nossas opiniões sobre a atualidade futebolística. {facebook#https://www.facebook.com/planetafuteboltotal} {twitter#https://twitter.com/planetfutetotal} {google#https://plus.google.com/+Planetafuteboltotal/posts}

Formulário de Contacto

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.